O Milkspec é um dispositivo utilizado para estimar eletronicamente alguns parâmetros de qualidade do leite bovino cru. Ele vem pré-calibrado e você ainda conta com o apoio da equipe Bionexus para aprimorar suas curvas de calibração.

Informações técnicas

Apresenta um indicativo de qualidade com base na resposta padrão do leite à tecnologia de reconhecimento de padrões do sistema. O índice de qualidade (IQ) classifica a amostra em regiões visuais para uma simplificada compreensão do resultado.

Apresenta um indicativo de estabilidade ao processo térmico semelhante ao teste do Alizarol, porém com maior confiabilidade, pois o software classifica o padrão em função da estabilidade térmica.

O IDR é o Índice de Degradação da amostra. Ele vai indicar o quanto o leite está degradado em função da Contagem Bacteriana, e também por uma pequena influência de Células Somáticas. Você vai identificar amostras que possam ter contaminação, que sofreram influência do tempo. Tudo a um clique para aprimorar a qualidade e o rendimento de produção.

Indicador de mastite clínica e subclínica. O sistema classifica a faixa de células somáticas com intervalo de confiança de 100.000 cs/mL. Opera no intervalo de 100.000 a 1.000.000 cs/mL.

Alguns indicadores de composição podem ser inferidos: Gordura, Proteína, Lactose, Sólidos Totais, Sólidos não gordurosos e Nitrogênio Uréico. Porém, o índice de degração da amostra pode influenciar nos resultados, reduzindo a confiabilidade da informação final.

As análises são vinculadas a no mínimo três informações: Local de origem, tipo da coleta e um descritivo de identificação, assegurando a rastreabilidade e histórico da qualidade. Ainda, a rota e empresa também podem ser vinculadas a análise.

Backup com sincronização via internet.

Registros de data, hora e número de série do equipamento no histórico de análises.

Acesso por meio de login-senha com supervisão gerencial.

  1. Os indicadores de composição GOR,PRO,ST,SNG, CCS são calibrados por metodologia direta. Já os indicadores de LAC e NU tem como referências metodologias indiretas, também eletrônicas.
  2. O profissional técnico certificado pode definir calibrações adicionais para cada indicador conforme características regionais do rebanho.
  3. As análises podem sofrer influência por degradação, dieta, sistema de produção, DEL e outros fatores. Portanto, é necessário que o técnico certificado possa avaliar a tomada de decisão não apenas com o resultado, mas considerando demais fatores, tais como histórico, ocorrências, sistema de produção e outras características do manejo e da propriedade.
  4. A acurácia do sistema pode variar entre 60% e 92,5% dependendo da origem da amostra e outros aspectos tais como presença de antibióticos, degradação por temperatura, intervalo entre coleta e análise e presença de adulterantes.
  5. O sistema de classificação baseia-se em inteligência artificial e modelagem matemática, portanto, periodicamente novas versões são disponibilizadas com o objetivo de proporcionar robustez à metodologia.
  6. O sistema possui dois indicadores ou “scores” que ajudam a identificar padrões de qualidade de modo simples e intuitivo. Além disso, um indicador de degradação contribui para selecionar a melhor matéria-prima na indústria e também identificar desvios de contagem bacteriana na fazenda. Entretanto, este índice pode variar dependendo do tipo de bactéria presente na amostra.
  7. É importante salientar que análises por metodologias diferentes não são comparáveis.

Legenda: GOR: Gordura; PRO: Proteína; ST: Sólidos totais; SNG: Sólidos não-gordurosos; CCS: Contagem de Células Somáticas; LAC: Lactose; NU: Nitrogênio Ureico.

FCCS – Faixa da Contagem de Células Somáticas. O sistema não leva em consideração a contagem total de partículas celulares na amostra. A estimativa da faixa de células somáticas refere-se a potenciais casos de infecção na glândula mamária. Portanto, a qualidade por meio da FCCS do sistema tem como base a detecção de alterações na composição química do leite somadas a sensibilidade à presença do volume de células na amostra. Assim, a estimativa aproximada da CCS leva em consideração estes dois fatores.

Como o sistema opera de modo offline e online, a gestão e acesso aos dados podem ser feitas via aplicativo e interface web a serem disponibilizadas conforme o contrato de uso e especificação do cliente.

Integração e compartilhamento de dados

diagrama-milkspec-v3

Produção

DNA de Inovação e ciência aplicada

Prêmio

Pesquisa apresentada pelo fundador foi eleita o melhor trabalho em conferência internacional durante a First Latin America Conference on Bioimpedance - CLABIO (2012).

Ciência aplicada

11 publicações científicas nacionais e internacionais. Trabalhos mais recentes apresentados durante o American Dairy Science Association - Annual Meeting (2017). São mais de 9 anos de pesquisa e desenvolvimento.

Inovação

Projeto classificado entre os top 3 da edição 2019 do evento Ideas for Milk realizado pela Embrapa Gado de Leite.

Porque você deve utilizar o Milkspec?

O que você vai ganhar utilizando o sistema?

O que dizem sobre nós

Análises ilimitadas!

Planos de comodato com custo de implantação + assinatura mensal

(opções de planos trimestrais, semestrais e anuais)

Proposta

Solicite uma proposta de contratação do serviço e conheça as formas de se beneficiar com a plataforma. Você vai se surpreender com as possibilidades!

Implantação

Com a aprovação e assinatura do contrato, a implantação e treinamento é agendada pela equipe técnica.

Rumo ao sucesso

Utilize e explore os recursos ilimitados da plataforma. Você vai sair na frente nesta nova era do setor lácteo! Nós cuidamos do suporte e manutenção.

Faça parte deste movimento!

0
Regiões no Brasil
0
Fazendas atendidas
0
Animais monitorados
WeCreativez WhatsApp Support
Estamos disponíveis através do WhatsApp!
👋 Olá! Seja bemvindo(a)!