Quanto custa não controlar a Contagem de Células Somáticas (CCS)?

 

Com a chegada das Instruções Normativas 76 e 77/2018 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), notamos que indústrias, técnicos e produtores estão dispostos a melhorar os índices de qualidade do leite, e um dos indicadores de maior dificuldade de controle e melhoria é a mastite subclínica, responsável pela elevação da CCS.

Figura 1: Diagrama de distribuição dos principais custos associados com a mastite. Adaptado de Santos, M. V dos (2019).

 

Há tempos a CCS (Contagem de Células Somáticas) vem sendo estudada, Santos M.V dos (2007) apresentou os dados do trabalho de Oliveira W.P.S (2006), o qual demonstrou que o aumento da CCS no leite cru entre 100.000 a 900.000 cel./ml pode causar redução de 11% no rendimento da fabricação de queijo mussarela. Conti R.M (2017) constatou que a matéria-prima com alta CCS reduz o rendimento na produção de queijos com perdas de até 19,35%. Na figura 2, uma aplicação à indústria, podemos visualizar que quanto maior a CCS menor o rendimento em kg/L.

Figura 2: Resultados da contagem de células somáticas do leite cru x rendimento da produção de queijo prato (lanche).Fonte: Conti R.M (2017).

E para o produtor?

Em um trabalho publicado recentemente, Gonçalves et al. (2018), foi estudado a estimativa de redução de leite causada pela mastite subclínica, com base em dados de 33 mil vacas brasileiras em um período de 5 anos (2011-2015) como podemos observar na Figura 3.

Figura 3: Estimativas de perda de produção de leite em Kg/vaca/dia para vacas primíparas e multíparas conforme a CCS. Dados partir de 100.000 cél/ml de CCS. Adaptado de Gonçalves et al. (2018).

 

Com base na Figura 3 podemos verificar que conforme a CCS é elevada, perdas de 0,5 a 1,55 kg de leite/dia são apresentadas já na primeira lactação e perdas de 1,83 a 3,95 Kg de leite/dia em vacas ≥ segunda lactação (vaca adulta). Podemos estimar que uma vaca adulta lactação com média de 550 cél/ml tem redução de 3,04 kg de leite/dia, totalizando perda média durante a lactação de 927,2 kg de leite (considerando lactação de 305 dias).

Convertendo para litros, seria 957 litros de leite deixados de ser produzidos/vaca/lactação, considerando hoje, o preço líquido máximo estipulado pelo Cepea (2019) em dezembro de 2019 para o país, de R$1,45/litro, ocorre uma perda de R$1.387,65 lactação/vaca/ano.

E aí, vale a pena monitorar a CCS?

Para um gerenciamento mais completo de produção, é recomendado monitorar os indicadores de qualidade da matéria-prima. Saiba como o Milkspec pode ajudar a indústria, cooperativa, consultoria e fazenda no aumento do rendimento e qualidade do leite. Se precisar, clique aqui para nos enviar uma mensagem.

Estamos à disposição para atender a dúvidas e demais necessidades relacionadas com a qualidade do leite!

Obrigada e até a próxima!

 

Referências

CEPEA. Leite ao produtor cepea/esalq (R$/litro). Disponível em: https://www.cepea.esalq.usp.br/br/indicador/leite.aspx. Acesso em 28 de novembro de 2019. 2019.

CONTI, Rafael Magri. A influência da contagem de células somáticas do leite cru no rendimento da produção de queijo prato (lanche), junto ao Laticínio Sgorla situado na região do Vale do Taquari-RS. Trabalho de Conclusão de Curso. 2017.

GONÇALVES, J L. et al. Milk losses associated with somatic cell counts by parity and stage of lactation. Journal of dairy science, v. 101, n. 5, p. 4357-4366, 2018.

OLIVEIRA, W.P.S. et al. … DO LEITE, 2., 2006, Goiânia. Anais… Goiânia: Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite, 2006.

SANTOS, M.V dos. Leite com CCS elevada tem menor rendimento para fabricação de queijo mussarela. Disponível em: https://www.milkpoint.com.br/colunas/marco-veiga-dos-santos/leite-com-ccs-elevada-tem-menor-rendimento-para-fabricacao-de-queijo-mussarela-35209n.aspx. Acesso: 27/11/2019. 2007

SANTOS, M.V dos. Controle de mastite e qualidade do leite – Desafios e soluções. Pirassununga-SP: Edição dos Autores, 301 p. 2019.

Gabriela Marin

Zootecnista, Mestranda em Sanidade e Produção Animal na área de produção de ruminantes com foco em qualidade de leite. Amante dos animais, desenvolvimento humano, pesquisa e inovação.

Comments are closed.

×

Olá!

Clique na imagem para falar conosco no Whatsapp ou clique aqui para enviar-nos uma mensagem.

×